Page 2 of 7

Não é ninguém; é o pastor!

João 10:14

Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido.

Era um sábado, cerca de 11h30 da manhã, e o sol derretia o cérebro de qualquer um.  A campainha soou na casinha nr 157 da Vila Morena, periférico bairro de Fortaleza. Dona Chiquinha da Luz, crente, enfermeira aposentada de 65 anos, finalizava o almoço, e estranhou alguém à sua porta àquela hora – hora do almoço! Mariana, filha querida, 35 anos, mãe solteira,  foi solicitada a ir ver quem era à porta. Abriu e fechou a porta, e voltou correndo à cozinha para dar notícia. Dona Chiquinha – curiosa – perguntou antes: – Quem era!? Mariana respondeu de pronto: – Não é ninguém; é o pastor!

Mentiria se eu dissesse que o pastor – nesses últimos tempos – goza de credibilidade. Os falsos pastores têm arruinado a reputação dos homens sérios, pastores de verdade, comprometidos com o Evangelho e com a salvação do maior número de pessoas. Mariana, com sua resposta, apenas externalizou uma realidade “não é ninguém; é o pastor!” Dito de outra forma:  Mariana não era mais crente, e via no pastor, agora, um “joão-ninguém”. Da mesma forma, milhões se comportam desde sempre e sempre vêem o pastor como “ninguém”.

EU SOU O BOM PASTOR: Jesus Cristo é o verdadeiro pastor daqueles que – de coração – desejam segui-Lo . Siga a Jesus Cristo e você jamais irá se decepcionar. Seguir a “pastores-da-terra” pode resultar em grandes e graves decepções. Seja inteligente. Bom pastor tem nome: Jesus Cristo. O humano decepciona; o Divino, nunca.

E CONHEÇO AS MINHAS OVELHAS: Na casinha nr. 157 da Vila Morena, o pastor não pôde reconhecer Mariana à porta. Afinal, ela não era mesmo ovelha dele. No entanto, Mariana pôde reconhecer o pastor, pois costumava vê-lo em suas pregações via Internet. Estava desviada e até ganhara um filho, mas ainda tinha temor a Deus. Há umas perguntinhas a serem feitas ao meu leitor: você tem temor a Deus? Você se considera ovelha de Jesus Cristo? Você diria que é – de fato – reconhecido por Ele, o bom Pastor? Ou você anda desgarrado, desviado, como ovelha que não tem pastor?

E DAS MINHAS SOU CONHECIDO: Ovelha reconhece o seu pastor. Ovelha obedece o seu pastor. Ovelha ama o seu pastor. Seja o meu leitor ovelha; jamais um lobo.

Trimmmm! A campainha soou aqui! Vou ver quem é! Afinal, pode bem ser o meu pastor!

PCSampaio

Pastor e radialista em http://www.radiobenedictusfm.com

5585 9  9982 1165 WhatsApp

Skype pcesarsampaio

Email paulocesar@benedictus.com.br

Uma dor meio escondida…

Salmos 25:18

Olha para a minha aflição e para a minha dor, e perdoa todos os meus pecados

Estaria mentindo se aqui dissesse que não sinto dor(es). E diria a verdade se declarasse que existem diferentes tipos de dores. A rigor, grosso modo, a dor pode ser física e/ou espiritual. Para cada uma delas há um processo de cura – que pode ser breve ou longo. Isso depende de cada um. Pois cada um sabe a dor que tem, a dor que sente, a dor que chegou, desfez as malas e se instalou de vez, para ficar.

DOR FÍSICA: se você quebra uma perna, vai ao médico ortopedista; não vai à porta do vizinho para por ele ser curado. Não, isso não! A dor física, geralmente, é de ligeiro tratamento, desde que as recomendações médicas sejam observadas. Nesse caso, o médico não vai recriminar você pela quebradura; ao contrário, ele vai tratar de curá-la, e rápido.  Dentro de um tempo e metade de outro tempo você estará de volta às suas atividades normais. Benção total!

DOR ESPIRITUAL: mas, o que fazer se a dor é interna, na alma e no espírito, e ela – a dor – vai lhe corroendo por dentro, dia a dia, semana a semana, mês a mês, ano a ano, e você no fundo sabe que muito colaborou para essa dor-da-alma ter-se instalado fundo em você? Você chora de dia e de noite, e sempre disfarça quando alguém lhe pega de olhos vermelhos… Calma! Isso também tem cura! Sim, tem cura e você deve(ria) procurar o melhor dos médicos: Jesus Cristo de Nazaré. Ele pode curar você sem ajuda médica; também pode(rá) Ele curar você através da Medicina.  A Psiquiatria, ou mesmo a Psicologia, muito pode fazer por você. Não seja preconceituoso. Procure ajuda ainda hoje, talvez seguindo esse padrão:

  1. Ore a Deus em busca de sua cura;
  2. Procure a ajuda de um pastor e/ou de uma pessoa idônea e experiente;
  3. Procure a ajuda de um Psicólogo e/ou de um Psiquiatra;
  4. Não se enclausure em sua dor! Ela vai passar – sim, vai passar.

No verso bíblico acima, o salmista roga ao Pai que lhe olhe a dor e lhe perdoe todos os pecados. Por que não fazermos o mesmo!? Chega de chorar, chega de lamentar, chega de se culpar! Hora é de virar o jogo, e o capitão de seu time está a um passo de você! Na verdade, Ele tem estado dentro de você (se você já é, de fato, filho de Deus) ou Ele tem estado à sua porta pedindo para entrar em seu coração.

Sim, sempre há uma dor meio escondida bem no fundo d’alma e do espírito… Mas, hoje ela vai sair! Ah, vai sim!

Que Deus tenha piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós!

PCSampaio

Pastor e radialista em http://www.radiobenedictusfm.com

5585 9 9982 1165 WhatsApp DUO

Skype pcesarsampaio

Email paulocesar@benedictus.com.br

Frouxo e chocho

2 Samuel 17:2

E irei sobre ele, pois está cansado e frouxo de mãos; e o espantarei, e fugirá todo o povo que está com ele; e então ferirei somente o rei.

Em língua portuguesa – salvo melhor  juízo – esse substantivo masculino (frouxo) aparece uma única vez em toda a Bíblia.

Frouxo significa: algo pouco apertado, solto, inseguro, que não merece confiança – e até mesmo nos lembra o comportamento covarde de alguém. Como sempre, de modo breve, analisemos o verso acima:

E IREI SOBRE ELE, POIS ESTÁ CANSADO E FROUXO DE MÃOS: esse conselho de Aitofel a Absalão não foi seguido, pois Deus confundiu tudo e, ao final e ao cabo, Davi não foi morto pelo seu próprio filho.  Houve livramento de Deus ao seu querido Davi. Deus continua o mesmo e, decerto e por certo, irá livrar você dos planos de seus adversários. Maior é o que está em você do que aquele que está no mundo – e no coração de seus adversários. Aliás, importa que tenhamos adversários. A vida seria muito tediosa sem adversários! Eles precisam estar vivos para assistirem a nossa vitória!

E O ESPANTAREI, E FUGIRÁ TODO O POVO QUE ESTÁ COM ELE: o povo de Deus não teme a nada nem a ninguém. Caiam mil à nossa direita, dez mil à nossa esquerda, não seremos atingidos de morte. Atravessaremos o ‘Jordão de nossa existência’ porque Ele – o nosso Senhor Jesus Cristo – estará sempre conosco. Nunca nos abandonará. Não fugiremos! Ao contrário, ele (diabolos) é que fugirá de nós (cf. Tiago 4.7).

 E ENTÃO FERIREI SOMENTE O REI: Davi não foi ferido nesse episódio. Você, distinto e amigo leitor, não será ferido. Continue confiando em Deus, que a tudo e a todos vê. A justiça será feita, no tempo de Deus, que nem sempre é o nosso. Tenhamos um pouco mais de paciência. Entreguemos – de fato – a nossa vida a Ele.

E assim, chegamos a mais uma segunda-feira, 06.03.2017. Desejo uma abençoada semana a cada um de meus quase sete leitores.

  • Respire fundo;
  • Mantenha olhos bem abertos;
  • Fale pouco;
  • Ouça muito;
  • Seja gentil e educado;
  • Ajude a quem precisa;
  • Esteja aberto ao novo; mas seja criterioso;
  • Faça novas amizades;
  • Ore sempre – sempre.

Não seja frouxo, tampouco chocho!

PCSampaio

Pastor e radialista em http://www.radiobenedictusfm.com

5585 9 9982 1165 WhatsApp

Email paulocesar@benedictus.com.br

Antes que se despedace o cântaro junto à fonte…

Eclesiastes 12:6

Antes que se rompa o cordão de prata, e se quebre o copo de ouro, e se despedace o cântaro junto à fonte, e se quebre a roda junto ao poço,

Cântaro vem de Kad (Hebraico) e tem a ver com “aprofundar, criar raízes” (cf. Gen. 25:14-28; Juí. 7:16,19,20; Ecl 2.6; Mar 14;3 e Luc 22:10).

A verdade toda é que o verso acima é uma descrição da velhice e suas respectivas enfermidades. Para uma melhor compreensão, rogo ao meu leitor que leia o verso 1 desse mesmo capítulo. Da leitura de todo o capítulo 12 – e principalmente do verso 6 – compreendemos que:

  1. Todos os dias devemos nos lembrar do Criador. Ele é a razão de tudo e de todos. Somos apenas nuvens passageiras. Mesmo assim, somos convidados a gozar de nossa mocidade, mas com a exata dimensão de nossa temporalidade. Afinal, somos pó e ao pó voltaremos um dia. Que não seja agora – ouço um leitor suplicar, no que concordo com ele, desde já;
  2. À medida que avançamos no tempo, sofreremos os rigores do tempo. Ou seja: a gente vai morrendo aos poucos, dia a dia, semana a semana, mês a mês, ano a ano – sem pressa. Fica sabido que tudo isso pode acabar numa enorme pressa: hoje mesmo – tudo depende dEle, sempre dEle;
  3. A vida tem alto valor diante de nosso Deus. A vida é dom de Deus e por ninguém deve(ria) ser tirada. A vida é também frágil. Portanto, não há “super homem / super mulher”, a não ser em nossas elucubrações e devaneios;
  4. Uma autoanálise deve(ria) ser feita de quando em vez e de vez em quando. Ajustes são necessários – aliás, imperativos! Não tenhamos medo de fazê-los. Velhas posições podem e devem ser abandonadas a fim de acolher-se o novo que  Deus proporciona;
  5.  Antes que se despedace o cântaro junto à fonte, faça pequena oração e agradeça a Deus por mais um dia de vida. Ah, caso você se lembre, inclua o meu nome em sua oração! Obrigado, desde já!

Que Deus tenha piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós!

PCSampaio

Pastor e radialista em http://radiobenedictusfm.com

Skype pcesarsampaio

Email paulocesar@benedictus.com.br

 

Todo o castigo pra o ‘crente’ é pouco…

Jó 5:7

Mas o homem nasce para a tribulação, como as faíscas se levantam para voar.

Tribulação vem do grego thli-psis e significa angústia, dor, tristeza, etc. Fica sabido que tribulação não é coisa que aparece sem causa; ao contrário, é – quase sempre – o produto natural da maldade humana; ou mesmo um momento que Deus escolheu para nos provar a fé, e a partir daí, uma vez provados-aprovados, seguiremos com Cristo enfrentando a tudo e a todos (cf. Romanos 8.35-39).  De modo breve, que é nossa característica, analisemos o verso acima:

MAS  O  HOMEM NASCE PARA A TRIBULAÇÃO: essa é a verdade toda e total! Quem prega o contrário, mente de dia, de noite, de madrugada, sentado e em pé! Há uma casta de falsos sacerdotes declarando prosperidade e saúde sobre tudo e sobre todos; vociferam que todos nascemos para a prosperidade (afinal, Ele é  dono do ouro e da prata, blá, blá, blá). Até mesmo criaram uma “Teologia da Prosperidade”, rapidamente absorvida (e propagada) por gente com QI abaixo de 25 e queixo de Jacaré (quem lê, entenda!). Repito o que escrevi em texto anterior: Adão e Eva estragaram tudo e, até hoje, ‘estamos pagando o pato, ou o comer da fruta proibida’.

COMO AS FAÍSCAS SE LEVANTAM PARA VOAR: tente o meu distinto leitor  ‘pegar faíscas com as mãos enquanto elas voam’…!!! Impossível! Portanto, assuma a sua tribulação, o seu jugo, o seu fardo, e aguente até o fim. Ah, isso tudo pode durar uma noite, uma semana, um mês, um ano, ou mesmo vários anos. Ao final e ao cabo, se você se mantiver fiel, receberá a cora da vida – mas, só ao final (cf. Tiago 1.12).

E para não dizer(em) que não falei de flores, aqui vai o meu desejo sobre todos vocês: QUE SUPORTEM A TRIBULAÇÃO ATÉ O FIM!

Ah, e sejam bem-vindos à ‘Gangue dos Atribulados’.

Que Deus tenha piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós!

PCSampaio

Pastor e radialista em http://www.radiobenedictusfm.coom

Skype pcesarsampaio    Email paulocesar@benedictus.com

 

O doce sabor de uma existência…

Salmos 104:33

Cantarei ao Senhor enquanto eu viver; cantarei louvores ao meu Deus, enquanto eu tiver existência.

Hoje, 01.03.2017, é uma Quarta-feira de Cinzas.

Milhões estão acordando agora, outros jamais acordarão porque perderam suas vidas nesse Carnaval; outros, ainda embriagados, não sabem como chegaram de volta às suas casas; outros, sofrendo forte ressaca, iniciam um processo de auto-análise e percebem que toda a folia, toda a “alegria”, todo o dinheiro gasto – tudo foi em vão! A vida real, a vida de verdade – toda a tristeza, todo o cansaço, todo o stress e todas as dívidas estão de volta e, agora, há um componente pior: o dinheiro foi todo gasto no Carnaval!  Agora é pedir emprestado aos familiares (e nunca pagá-los de volta!), agora é fazer empréstimos em bancos e, por não poder pagar os altíssimos juros, também não pagar o banco e ser por ele processado! E o ciclo da desgraça carnavalesca continua…

Enquanto isso o cristão-de-verdade vivencia o sabor de sua existência entre Doces & Amargos, com a prevalência do Doce. Dito de outra forma, a seguir:

CANTAREI AO SENHOR ENQUANTO EU VIVER: mesmo desafinado, melhor é cantar ao Senhor. O autêntico louvor chega às narinas de Deus como aroma suave que agrada a Ele, que sabe as reais intenções de nossos corações. Cante um hino ou mesmo um ‘corinho’. Vamos lá: cante, tente, cante e veja como isso vai lhe fazer bem! Quem canta nunca está sozinho – nunca! O Espírito Santo sempre está ao lado, ouvindo e recebendo o louvor.

CANTAREI LOUVORES AO MEU DEUS: sim – continue a cantar para agradar a Ele, e não a quem está em seu redor. Em todos os lugares, em todas as horas, em todas as circunstâncias, o louvor a Deus enorme bem faz.

ENQUANTO EU TIVER EXISTÊNCIA: a vida é curta – talvez 120 anos!? Depois dos 70, é canseira e enfado, diz a Bíblia. Enquanto viver, lembre-se de quem lhe deu a vida (mãe e pai). Mas, não se esqueça que a vida é dom de Deus. Assim, fica combinado que enquanto viver você deve(ria) dar graças.

O doce sabor da existência é – verdade seja sempre dita – cantar, e cantar e louvar, e louvar Aquele que morreu em nosso lugar: Jesus de Nazaré.

Que Deus tenha piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós!

PCSampaio

Pastor e radialista em http://www.radiobenedictusfm.com

Skype pcesarsampaio  Email paulocesar@benedictus.com.br

 

Cristão de ‘vida dupla’ – isso tem um nome: falsidade

“Se alguém supõe ser religioso, deixando de refrear a língua, antes, enganando o próprio coração, a sua religião é vã” (Tiago 1.26)

Neste Carnaval, milhões de supostos cristãos sairão a “brincar a folia carnavalesca” e, na quarta-feira, irão buscar o perdão – ora, vejam só, o perdão! – o perdão de Cristo na Igreja Católica Romana durante a Missa das Cinzas. As cinzas usadas nesse ritual vêm da queima dos ramos do Domingo de Ramos do ano anterior. A essas cinzas mistura-se água benta que lembra ao penitente o dever de uma conversão sincera e o abandono de sua vida pecaminosa. Com as cinzas, o celebrante faz o sinal da cruz na testa do fiel pronunciando “tu és pó e ao pó voltarás“, ou ainda “convertei-vos e crede no Evangelho“.

A cena descrita acima – de modo breve – tem um nome: VIDA DUPLA! O conceito de ‘vida dupla’ é isso:  falar uma coisa e fazer outra. Ostentar uma espiritualidade que, no dia-a-dia, não passa de mentira, de fantasia, de dissimulação – e pior dos mundos: o falso moralista tenta impingir as pessoas o seu modo de ver as coisas. Quem não concordar com ele dele não terá mais a atenção e será rotulado de “sem unção, frio demais” e coisas do tipo. O meu leitor, que é inteligente, deve fugir dessa genta-lha (sic) como o diabo foge da cruz.

SE ALGUÉM SUPÕE SER RELIGIOSO: não basta só dizer que é, tem de ser – de verdade. As igrejas estão cheias de pessoas de vida dupla, quais enganam a todos, menos a Jesus de Nazaré. Há milhares de pregadores incapazes de sequer entender o correto conceito de religiosidade. Eles só sabem falar mal daquele que é religioso. Se tivessem ao menos lido esse verso de Tiago 1.26, teriam – de uma  vez por todas – compreendido que nada, que nada de mal há em ser religioso. Ao contrário, é bíblico e benção.

DEIXANDO DE REFREAR A LÍNGUA: gentes há que falam demais! Há tagarelas que nos provocam dores de cabeça! Há almas apenadas que não conseguem parar de falar – falam, falam, falam até perderem a voz! Deus nos livre dessa casta! Que meu leitor fale pouco e ouça muito, e pratique o bem mais ainda. Faça o bem a alguém ainda hoje. Deus a tudo e a todos vê.

ENGANANDO O PRÓPRIO CORAÇÃO: a nossa capacidade de mentir, de enganar, de dissimular, de fingir é enorme! Tudo isso é auto-engano. Por um tempo, a  gente consegue enganar a muita gente – mas, aos poucos (ou de uma  vez, de repente!) toda a verdade vem à tona e assim também as consequências… Ninguém fugirá as consequências de uma vida duplamente fingida-mentirosa-falsa e que tais.

RELIGIÃO VÃ: nem todo religioso é gente boa – não, nem todos! Verdade seja sempre dita, grande parte deles é tão falsa como uma nota de três reais! Como percebê-los? Hum – que tal observar as atitudes deles?

E aí, ainda vai mesmo “brincar o Carnaval”?

Deus tenha piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós!

PCSampaio

Pastor e radialista em http://www.radiobenedictusfm.com

5585 9 9982 1165 WhatsApp DUO

Skype pcesarsampaio     Email paulocesar@benedictus.com.br

 

 

Não me leve a mal, aí vem o Carnaval, e todo o mal que ele representa…

“Alegra-te jovem, na tua juventude, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade; anda pelos caminhos que satisfazem ao teu coração e agradam aos teus olhos; sabe, porém, que de todas essas coisas Deus te pedirá contas” (Eclesiastes 11.9).

Carnaval é a festa mais popular – e ‘prapular’ – no Brasil e que, ao longo do tempo, tornou-se elemento da cultura nacional. Todavia, fica sabido que essa festa ocorre em todo o mundo, desde os tempos da Mesopotâmia, da Grécia e de Roma. Havia subversão de papeis, ou seja, fantasiava-se de palhaços, de prisioneiros, de escravos, etc., para depois reassumir-se as realidades. Isso sem mencionar as orgias, os bacanais, as bebedices – loucura total!

Carnaval vem do Latim Carnis Levale (retirar a carne!). O meu distinto e inteligente leitor deve estar a pensar “mas o que vemos é o oposto do significado original, isto é, a carne prevalece durante os quatro dias do Carnaval”. A Igreja Católica Romana tentou – com relativo sucesso – frear os instintos mais primitivos da sociedade, marcando o Carnaval como um período ‘sem carne e sem bebida’ em preparação (Quaresma) à Páscoa. No Brasil, o Carnaval chegou com os portugueses no período colonial. E nunca mais voltou!

Diz-se que o Brasil não é país para principiante: há milhares de “Escolas de Samba”, embora falte escola de qualidade para o infante mais pobre, filho de um trabalhador honesto que quase nada ganha. Ah, Brasil! tu me matas de vergonha!  Voltemos ao verso bíblico acima – sim, voltemos ao verso:

  1. Não está proibido a alegria, desde que não seja fruto da imoralidade;
  2. Cada um de nós tem o sacrossanto direito à recreação, sem com isso expor-se à banalização-corrupção de nossos corpos;
  3. É legítima a satisfação de nosso coração, desde que isso não nos leve a decomposição de nossas almas e espíritos;
  4. O que os olhos vêem, o coração de pronto deseja… Portanto, cuidado com o olhar;
  5. Deus – sim, o Deus criador de tudo e de todos pedirá contas.

Que o meu leitor amigo não me leve a mal, é que aí vem o Carnaval e todo o mal que ele representa…

Deus tenha piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós!

PCSampaio

Pastor e radialista em http://www.radiobenedictusfm.com

5585 9 9982 1165 WhatsApp DUO

Skype pcesarsampaio     Email paulocesar@benedictus.com.br

 

Benedictus aquele que teme ao Senhor!

“Bem-aventurado (Benedictus) aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos” (Salmo 128.1)

Aqui está o cântico de Zacarias, também chamado Benedictus, que se encontra em Lucas 1.68-79:

Benedictus

Bendito o Senhor, Deus de Israel *
Que visitou e redimiu o seu povo
E nos deu um Salvador poderoso *
Na casa de David, seu servo,
Conforme prometeu pela boca dos seus santos, *
Os profetas dos tempos antigos,

Para nos libertar dos nossos inimigos *
E das mãos daqueles que nos odeiam
Para mostrar a sua misericórdia a favor dos nossos pais, *
Recordando a sua sagrada aliança
E o juramento que fizera a Abraão, nosso pai, *
Que nos havia de conceder esta graça:

De O servirmos um dia, sem temor, *
Livres das mãos dos nossos inimigos,
Em santidade e justiça na sua presença, *
Todos os dias da nossa vida.

E tu, Menino, serás chamado Profeta do Altíssimo, *
Porque irás à sua frente a preparar os seus caminhos,
Para dar a conhecer ao seu povo a salvação *
Pela remissão dos seus pecados,

Graças ao coração misericordioso do nosso Deus, *
Que das alturas nos visita como Sol Nascente,
Para iluminar os que jazem nas trevas e nas sombras da morte *
E dirigir os nossos passos no caminho da paz.

Glória ao Pai e ao Filho *
E ao Espirito Santo,
Como era no princípio, *
Agora e sempre. Amen.

Desde o princípio, o plano original era para o homem temer o Senhor e andar nos caminhos dEle. Como sabemos,  Adão e Eva conseguiram estragar tudo e – verdade seja sempre dita – até hoje estamos sofrendo as consequências! E não adianta o meu leitor dizer que não tem nada a ver com isso – porque tem, sim! Tem – e muito! E digo mais: se não entregar a vida a Jesus Cristo, de uma vez por todas, e não nascer de novo, e não tomar novo rumo na vida, o destino final será o fogo do inferno, originalmente preparado para o diabo e seus demônios, mas que sempre haverá  espaço àquelas pobres almas que insistem em pensar unicamente em dinheiro, em sexo, em poder, em luxúria, em tirar vantagem de pessoas mais simples.

De modo breve, explico a diferença entre Temer e Temor:

Temer: tem a ver com medo, pavor, sentimento de terror.

Temor: tem a ver com reverência, respeito, deferência.

O verdadeiro cristão não teme a Deus, mas tem profundo e respeitoso temor a Ele.

Portanto, o crente-de-verdade bem que pode(rá) assim se comportar:

  1. Ter atitude de santidade e pureza;
  2. Ser fiel a Deus;
  3. Adorar exclusivamente ao Senhor Jesus Cristo, e a ninguém mais;
  4. Aborrecer o mal;
  5. Viver uma vida de sabedoria (sempre em busca dela…) e fé em Deus.

O Carnaval está às portas – e de há muito nunca saiu do coração de muita gente! Tema a Deus, fuja disso enquanto é tempo!

Senhor tende piedade de nós! Senhor tende piedade de nós!

PCSampaio

Pastor e radialista em http://www.radiobenedictusfm.com

5585 9 9982 1165 WhatsApp DUO

Skype pcesarsampaio    Email paulocesar@benedictus.com.br

Faça o bem a alguém ainda hoje!

“Não te furtes a fazer o bem a quem de direito, estando na tua mão o poder de fazê-lo” (Prov. 3.27)

NÃO TE FURTES A FAZER O BEM (…)   Diz-se que furto é quando a pessoa toma algo de alguém sem estabelecer contacto com ela. Como, então, compreender o ‘furto de si mesmo’, conforme o verso acima? Neste caso, deve-se entender que o ‘furtar’ significa evitar. Eu não mentiria se dissesse que a gente passa parte da vida fazendo o mal, e diria a verdade se afirmasse que nem sempre fazemos o bem – mesmo estando em nossas mãos o poder de fazê-lo.

A QUEM DE DIREITO (…)   Direito tem a ver com um conjunto de normas jurídicas vigentes em um pais. Esse direito ainda pode ser classificado como positivo {normas criadas e postas em vigor pelo Estado} ou natural {normas derivadas da natureza, ou seja, leis naturais que orientam o comportamento humano}. A rigor, todos temos direitos e deveres! Quem não já ouviu ” o nosso direito acaba onde começa o do outro”. A questão é: por que a gente não reconhece o direito do outro de ser quem ele é? A expressão ‘ a quem de direito’ também tem a ver com integridade, com honradez, com alguém que merece uma ação benigna. Assim sendo, jamais – jamais poderíamos nos furtar de fazer o bem a quem merece.

ESTANDO NA TUA MÃO O PODER DE FAZÊ-LO. Poder vem do Latim possum, que significa ser capaz de, ter condições para, determinar agir. Se alguém vem a você suplicando por ajuda, e você tem o poder de contribuir para mudar a vida dele(a), faça-lhe o bem ainda hoje – sim, ainda hoje! Amanhã pode(rá) ser tarde demais… Ah, lembre-se: amanhã você pode(rá) estar na mesma situação dele(a): clamando por uma ajuda…

Deus tenha piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

PCSampaio

Pastor e radialista em http://www.radiobenedictusfm.com

5585 9 9982 1165 WhatsApp DUO     Skype pcesarsampaio     Email paulocesar@benedictus.com.br

« Older posts Newer posts »

© 2017 Benedictus

Theme by Anders NorenUp ↑