Month: Janeiro 2017

Legiões à solta nas ruas de sua cidade!

“E perguntou-lhe: Qual é o teu nome? E lhe respondeu, dizendo: Legião é o meu nome, porque somos muitos” (Mc 5.9)

Legião se compunha de 6.000 soldados e 120 cavaleiros, o que formava o primeiro escalão do exército romano. Era praticamente impossível vencer uma legião. Ora, no caso específico do verso acima, trata-se de uma legião ainda mais perigosa: milhares de demônios em uma única pessoa, em Gerasa (ou Gadara).

Somente Jesus Cristo pôde expulsar aquela legião. Mesmo assim, não foi bem-vindo à cidade; os moradores suplicaram (vejam: suplicaram) para que o Mestre fosse embora de seu território! Eles talvez erroneamente pensassem que Jesus – sendo judeu e rabino zeloso – fosse eliminar a criação de porcos deles todos!

Sem saber, dia-a-dia, cruzamos com possessos nas ruas… O que fazer!? Nada, exceto revestir-se da palavra de Deus e da couraça do Espírito Santo. Isso se constitui na melhor proteção que existe aqui na terra. Alguns conselhos práticos:

1.Evite olhar diretamente nos olhos das pessoas que cruzam seu caminho;
2. Ande com naturalidade. Evite chamar a atenção de todos à sua roupa, ao seu falar;
3. Mantenha a cabeça erguida, mesmo que esteja triste. Ninguém notará sua tristeza;
4. Ao ser cumprimentado, responda com simplicidade. Não murmure – jamais;
5. Entregue tudo e todos (inclusive os inimigos!) a Deus. Ele é especialista em legiões…

Que você tenha um bom dia!

Paulo César Sampaio – pastor/radialista em http://www.radiobenedictusfm.com
5585 9982 1165 Mobile/WhatsApp
Skype pcesarsampaio

Cobiça – grande e grave pecado!

“A cobiça é a raiz de todos os males: por entregar-se a ela, alguns se distanciaram da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos” (1 Tim 6.10).

Verso muito conhecido de todos os que lêem a Bíblia. Eis o que penso, de forma resumida, como é de praxe minha:

1.   Há brutal diferença entre “desejar” e “cobiçar”. O primeiro diz respeito a um sentimento humano legítimo, sem o que pouco ou nada se faz; o segundo refere-se a uma psicopatia igualmente presente – lamentável realidade –  em muitos, e que faz grande mal, a começar de quem a tem, podendo evoluir para ações malignas em captura do objeto ou da pessoa desejada.

2.   Entregamo-nos, de forma consciente ou inconsciente, às ações deletérias, quando não observamos princípios bíblicos, como este citado pelo velho apóstolo Paulo, de Tarso. A entrega à cobiça, a rigor, distancia qualquer um de Deus, da Bíblia, do bom senso e o que mais de bom houver.

3.   O sofrimento é, em si mesmo, um sinônimo de tormento. Há quem defenda que o tormento está em gradação superior ao simples sofrimento; o que é negado por outrem que dizem tudo ser a mesma coisa.

A verdade é que melhor será se conformamo-nos com o que temos e somos -sem que com isso deixemos de “desejar” o melhor a nós mesmos, à nossa família, aos nossos amigos – incluídos os irmãos na fé.

Desejo aos meus leitores uma linda e abençoada semana!

Paulo César Sampaio
Pastor e radialista em http://www.radiobenedictusfm.com
5585 9982 1165 mobile
Skype      pcesarsampaio

“E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos”  (Tiago 1.22).

Engana-se quem pensa que o judaísmo ou o cristianismo sejam as religiões mais antigas do mundo. Verdade é que o budismo e o hinduísmo são mais velhos e têm maior número de seguidores.

Uma coisa porém o cristão faz  melhor que muitos: discursos, críticas, promessas, barulho – todavia, lamentavelmente – com pouca ou nenhuma prática!

A  maioria de nós lê, mas não entende! Se entende, o faz  de forma imperfeita e não se anima muito a praticar. Se pratica ainda é com enorme deficiência, para vergonha de todos nós – cristãos.

Quando iremos, finalmente, fazer o nosso melhor?
Quando iremos, finalmente, entender que pouco tempo temos?
Quando iremos, finalmente, perceber que pregar o Evangelho é para hoje?

Sejamos cumpridores da palavra de Deus!
Sejamos praticantes daquilo que tanto pregamos!
Sejamos genuínos e não cópias de outrem, papagaios “Gospel” tupiniquins!

Na terra brasilis, como de resto no mundo inteiro, há muita gente “boa de gogó”; mas péssimos como exemplos de cristianismo. A verdade inteira é que há muitos falsários e sicários (quem lê, entenda!).

Deus tenha misericórdia – a começar de mim.
PCSampaio

Pastor e radialista em

5585 9 9982 1165 WhatsApp

Skype pcesarsampaio

Email paulocesar@benedictus.com.br

http://www.radiobenedictusfm.com

2017 – celebrando 500 anos da Reforma Protestante

“E conhecereis a verdade , e a verdade vos libertará” (Jo 8.32).

Neste ano de 2017, celebramos 500 anos da Reforma Protestante.

Tudo começou com Lutero (1483-1546). Católico, monge agostiniano, sincero e sério – segundo biografias que grassam na Internet.  A mais pura verdade.

A rigor, a Reforma foi iniciada pelo próprio catolicismo romano, na pessoa de seu monge Lutero, que não mais suportava as mentiras, as heresias, a devassidão, a luxúria e outras adjetivações afins.

Não fosse Lutero – dentre outras coisas, não teria havido o Concílio Vaticano II (1961-1965). Iniciado pelo papa João XXIII e concluído pelo papa Paulo VI. Eis onde eu quero chegar: estaríamos nós, os verdes-e-amarelo, rezando (ou dizendo) missa em Latim! Veritas est!

Ouço vozes esgarçadas a clamarem por uma outra Reforma, desta feita, em meio ao arraial dos protestantes – sim, esta casta onde alguns pensam ser infalíveis e únicos representantes do Espírito Santo na terra! Vade retro satana!

Minha proposta é simples – talvez simplória: os bons, os sérios, os sinceros, a gente de Deus, que tem juízo, alguma leitura, capacidade analítica e alguma coragem devem deixar a clausura, devem deixar o silêncio obsequioso, devem deixar de ser MEDROSOS E COVARDES e – ao fim e ao cabo – denunciar os maus protestantes, os larápios, os malíssimos bispo$-bispa$, apó$tolo$-apóstola$ et caterva, especialmente alguns televangelistas que cruzam os ares em seus aviõezinhos e helicópteros “da hora”!

Mais poderia eu aqui escrever. Mas, basta – por enquanto.

Viva a Reforma! Reforme-se você também – ainda hoje!

Paulo César Sampaio

Pastor e radialista em

http://www.radiobenedictusfm.com

5585 9 9982 1165 WhatsApp

Skype pcesarsampaio

Indução do bem – sempre!

“Induzo o coração a guardar os teus decretos, para sempre, até ao fim” (Salmo 119.112)

Falar de indução, desde já, suscita certa preocupação. Ninguém, ninguém gosta de ser induzido, principalmente para o mal.

Poucos sabem que há uma “indução do bem”, ou seja, aquela que cada um pode fazer em si mesmo – e para o bem!

A rigor, a melhor das induções é aquela que a gente faz conscientemente – e para sempre – e até ao fim: leitura da palavra de Deus em doses diárias, quase homeopáticas.

Por que este texto é, assim, tão curtinho!? Ora, ele deve(ria) ser a sua “dose diária de indução do bem”!

Passe bem! Fique bem! Volte sempre a este nosso poço do bem!

PCSampaio

Pastor e radialista

5585 9 9982 1165 WhatsApp

Skype pcesarsampaio

Email paulocesar@benedictus.com.br

https://www.facebook.com/pcesarsampaio

 

© 2017 Benedictus

Theme by Anders NorenUp ↑